Pente-fino no Bolsa Família: dados de cerca de 7 milhões de beneficiários devem ser revisados

Dados de cerca de sete milhões de famílias que recebem o Bolsa Família devem passar por revisão este ano.

A estimativa foi informada pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social.

O objetivo do pente-fino é evitar que pessoas recebam o benefício de forma irregular e garantir que ele seja pago a quem realmente precisa, atendendo aos requisitos do programa.

Alguns critérios farão com que os dados sejam revisados, como inconsistência na renda declarada ou na composição familiar.

Lembrando que, pelas regras atuais do programa, para ter direito ao Bolsa Família a renda por pessoa da família deve ser de, no máximo R$ 218, por mês.

Também serão revisados dados de beneficiários que cuja última atualização tenha sido em 2019, 2020 ou 2021.

Outro motivo que levará o cadastro a pente-fino é divergência nas informações de renda declaradas ao CadÚnico, que é o cadastro central que dá acesso ao Bolsa Família e outros programas assistenciais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e o BPC, que é Benefício de Prestação Continuada, pago pelo INSS.

No ano passado, 1,7 milhão de famílias que recebiam o benefício de forma irregular foram excluídas do Bolsa Família após revisão cadastral.

Autor:

Publicado em:

06/02/2024

Compartilhe:

Notícias Recentes:

Increva-se

Receba as últimas notícias, eventos e ofertas especiais diretamente em sua caixa de entrada.​