Governo lança programa contra doenças que afetam pessoas com maior vulnerabilidade social

Governo quer acabar com doenças que atingem a população mais vulnerável.

Ao todo, são 14 enfermidades, entre infecções, que afetam as pessoas das classes mais baixas.

São doenças conhecidas como socialmente determinadas, de acordo com o governo.

O programa para eliminar ou reduzir as enfermidades é chamado de Brasil Saudável e a criação dele já foi publicada no Diário Oficial da União.

De acordo com o Ministério da Saúde, entre 2017 e 2021, mais de 59 mil pessoas morreram no país vítimas de malária, doença de Chagas, tracoma, que é bacteriana e atinge os olhos, filariose linfática, transmitida por mosquitos e que afeta os gânglios e vasos linfáticos e esquistossomose, por exemplo.

Além de infecções de transmissão vertical, que são aquelas transmitidas pela mãe para o feto ou para o recém-nascido durante o parto ou amamentação, como sífilis, hepatite B e HIV.

Também está na mira do programa a diminuição dos casos de tuberculose, hanseníase e aids.

14 ministérios vão trabalhar em conjunto para ampliar os direitos humanos, atuar na proteção social, qualificar trabalhadores, movimentos sociais e a sociedade civil. E, ainda, expandir o saneamento básico e ambiental.

Autor:

Publicado em:

08/02/2024

Compartilhe:

Notícias Recentes:

Increva-se

Receba as últimas notícias, eventos e ofertas especiais diretamente em sua caixa de entrada.​